artigos

30 anos sem Glauber
Por Rodrigo Grota

5 filmes_anos70
Por Rodrigo Grota

A Paris de Jean-Luc Godard
Por Alain Bergala

ANDREA TONACCI – O Homem é um ser que caminha
Por Rodrigo Grota

Bergnorama
Por Jean-Luc Godard

Bresson
Por Rodrigo Grota

Carta aberta a John Cassavetes
Por Jim Jarmusch

O cinema como experiência direta
Por Roberta Takamatsu
(cobertura da 35a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo – 2011)

O Cinema é Nicholas Ray?
Por Rodrigo Grota

O cinema está no silêncio
Por Rodrigo Grota
(cobertura da 33a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo – 2009)

Cinemancia, Julio Bressane
Por Rodrigo Grota

Como Fazer Cinema
Por Alejandro Jodorowsky

Conversas com Woody Allen
Por André Simões

Da ordem do Cao(s)
Por Rodrigo Grota

Desejo de ficção: Miguel Gomes no Bafici 2012
Por Ana Chiossi

O documentário como elogio da impossibilidade
Por Rodrigo Grota

Os documentários metafísicos de Naomi Kawase
Por Artur Ianckievicz

“Eu sou o que eu sou”
Por Federico Fellini

Fragilidade e lascívia em miss Gardner
Por Rodrigo Grota

GODARD & TRUFFAUT: duas formas de amar
Por Rodrigo Grota

História do Cinema Londrinense
Por Rodrigo Grota

Hou Hsiao-hsien – Em Busca do Tempo Perdido
Por Artur Ianckievicz

Importância do Cinema
Por David Wark Griffith

O Invicto – A estrada de Apu e o mundo de Satyajit Ray
Por Artur Ianckievicz

O íntimo, o pessoal e suas (des)construções
Por Roberta Takamatsu
(cobertura da 34a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo – 2010)

John Carpenter: o príncipe das sombras
Por Raul Arthuso

John Cassavetes e a liberdade dos sentimentos
Por Sérgio Alpendre

Londrina, seus personagens reais, imaginários e a alta definição
Por Carlos Ebert, ABC

manifeto n.i.c.o.l.au.
Por Rodrigo Grota

Maravilhas de um mundo não visto: o erotismo que vem do Leste
Por Edu Reginato

Masterclass para jovens diretores
Por Krzystof Kieslowski

Os melhores filmes malditos de zumbis
Por Edu Reginato

Nicolas Roeg
Por Nikola Matevski

Notes on film
Por Stanley Kubrick

Obsessão, obsessão, obsessão: o Napoleão de Stanley Kubrick
Por José de Aguiar

O que se move
Por Caetano Gotardo

Ouvir & Descobrir
Por Heloisa Passos

A pele da serpente (apresentação de Persona)
Por Ingmar Bergman

Reflexões sobre o meu trabalho
Por Carl Th. Dreyer

A relevância de Mizoguchi
Por Sérgio Alpendre

SCORSESE por SCORSESE
Por Rodrigo Grota

Sobre o ato de filmar
Por Akira Kuroswa

Sobre o que faz um diretor
Por Elia Kazan

SKOLIMOWSKI: Todo o desarranjo do mundo
Por Filipe Furtado

Sob a superfície: Claire Denis e seu cinema étranger
Por Artur Ianckievicz

Em telas estrangeiras
Por Artur Ianckievicz

A trajetória do sobrenatural no cinema japonês
Por Edu Reginato

Tudo é Linguagem
Por Rodrigo Grota

Aos velhos cinemas e heróis: uma homenagem a Patrick Swayze
Por Edu Reginato

O verdadeiro cinema falado
Por Carl Th. Dreyer

Vera Chytilová: as imagens como reflexo do caos
Por Roberta Takamatsu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: